Pular para o conteúdo

Imersão Casa da Garças

Curso Intensivo em Políticas Públicas para Alunos de graduação em Economia.

Agenda da Imersão

O que é

É um programa intensivo, de duração de uma semana, com atividades de tempo integral e voltado para a discussão de temas de Políticas Públicas brasileiras sob uma perspectiva de comparação internacional e uso de evidências. Uma oportunidade única de convivência e discussão com profissionais experientes e formuladores de políticas.

Condições para participação

O curso é gratuito. Despesas de hospedagem e transportes são de responsabilidade do aluno. Bolsas com reembolso de transporte e hospedagem serão oferecidas para alunos com dificuldade de financiar as despesas de participação e que tenham passado no processo de seleção.

Palestrantes

Arminio Fraga

Sócio fundador da Gávea Investimentos. Membro do Group of Thirty, do Conselho Consultivo Internacional do China Investment Corporation (CIC) e do Council on Foreign Relations. Presidiu o Banco Central do Brasil de março de 1999 a dezembro de 2002. Ph.D em Economia pela Universidade de Princeton e B.A. e M.A. em Economia pela PUC-Rio.

Clarissa Gandour

Head of Policy Evaluation com foco em Conservação no Climate Policy Initiative- Brasil, no qual gera evidência empírica sobre a efetividade e o impacto das principais políticas públicas de proteção ambiental e de redução da degradação florestal e do desmatamento. É Doutora em Economia pela PUC-Rio, com foco em Desenvolvimento Econômico e Microeconomia Aplicada.

Claudio Ferraz

Professor na Vancouver School of Economics, University of British Columbia, professor associado da PUC-Rio, e Diretor Científico da J-PAL Latin America & the Caribbean. Graduação em Economia pela Universidade da Costa Rica, mestrado em Economia pela Boston University e doutorado pela University of California - Berkeley.

Claudio Frischtak

Presidente da Inter.B – Consultoria Internacional de Negócios. Membro do Think Tank-20 da Brookings Institution e de conselhos de diversas instituições. Foi principal economista da área de indústria e energia do Banco Mundial e professor-adjunto na Georgetown University. Pós-graduação na Universidade de Campinas e na Stanford University.

Cristiane Schmidt

Secretária de Economia do Estado de Goiás. Foi conselheira do CADE, economista no Itaú Asset Management, no Grupo Libra, no Ibre/FGV, na Embratel e secretária-adjunta no Ministério da Fazenda. Mestre e doutora em Economia pela EPGE/FGV, foi acadêmica visitante na Universidade de Columbia e professora de Economia da FGV e do Global MBA de Manchester.

Edmar Bacha

Sócio fundador e diretor do IEPE/Casa das Garças. Membro das Academias Brasileiras de Ciências e de Letras. Foi membro da equipe econômica do governo, responsável pelo Plano Real. Foi também presidente do BNDES, do IBGE e da Anbid (atual Anbima). B.A em economia pela UFMG e Ph.D. pela Universidade de Yale.

Elena Landau

Sócia do escritório de advocacia Sergio Bermudes e presidente do Conselho Acadêmico do Livres. Economista e advogada formada pela PUC-Rio, onde também recebeu o título de mestre em Economia. Foi professora do Departamento de Economia da PUC-Rio e da Escola de Direito da FGV-RJ. Foi diretora do BNDES e presidente do Conselho da Eletrobras.

Fábio Giambiagi

Economista do BNDES desde 1984. Ex-pesquisador cedido ao IPEA, ex-assessor do Ministério do Planejamento; ex-membro do staff do BID; ex-professor da UFRJ e da PUC-Rio. Autor ou organizador de mais de 25 livros sobre economia brasileira. Tem graduação pela FEA/UFRJ e mestrado pelo Instituto de Economia da UFRJ.

Gustavo Franco

Sócio e diretor executivo da Rio Bravo Investimentos e professor de Economia da PUC-Rio. Foi presidente do Banco Central do Brasil e secretário adjunto de política econômica do Ministério da Fazenda. Membro da equipe responsável pelo Plano Real. Bacharel e mestre em Economia pela PUC-Rio e Ph.D pela Universidade de Harvard.

Joana Monteiro

Coordenadora do Centro de Pesquisa do Ministério Público do Rio de Janeiro e professora da FGV/EBAPE. Foi Diretora-Presidente do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro. Foi pesquisadora visitante no Centro de Desenvolvimento Internacional da Universidade de Harvard. Doutora e mestre em economia pela PUC-Rio e bacharel em economia pela UFRJ.

José Augusto C. Fernandes

Pesquisador associado do IEPE/Casa das Garças e do CINDES. Mestre em Economia pela PUC-Rio. Foi diretor de Políticas e Estratégia da Confederação Nacional da Indústria- CNI e da International Chamber of Commerce ICC – Brasil e ex-presidente da Fundação Centro de Estudos de Comércio Exterior – FUNCEX.

José Carlos Carvalho

Sócio e economista-chefe da Paineiras Investimentos e diretor do IEPE/Casa das Garças. Foi chefe de pesquisa macroeconômica no Banco Pactual e na gestora JGP, da qual foi sócio fundador. Bacharel em economia pela UFRJ, mestre em economia pela PUC-Rio e Ph.D em economia pela Universidade de Yale.

José Márcio Camargo

Economista-chefe da Genial Investimentos. Professor Titular do Departamento de Economia da PUC-Rio. Especialista em economia do trabalho. Ph.D em Economia pelo Massachussetts Institute of Technology e Bacharel em Economia pela Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG.

Juliano Assunção

Professor do Departamento de Economia da PUC-Rio e Diretor do Climate Policy Initiative-Brasil. Graduação em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais e doutorado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Maína Campos

Coordenadora da avaliação de impacto dos investimentos de mobilidade urbana do BNDES e professora da graduação de Economia na PUC-Rio. Foi diretora de Desenvolvimento Econômico do Instituto Pereira Passos e analista em Avaliação de Impacto para Gerência de Projetos do Itaú Unibanco. Doutora em Economia pela PUC-Rio.

Marcelo Medeiros

Professor associado de Economia da PUC-Rio. Bacharelado, Mestrado e Doutorado em Engenharia Elétrica pela PUC-Rio. Estagiou na Stockholm School of Economics e foi pesquisador no AT&T Shannon Laboratory, EUA. É editor associado da Econometric Review, do Journal of Economic Surveys e do Journal of the Japan Statistical Society.

Marcos Mendes

Pesquisador associado do INSPER. Consultor Legislativo licenciado do Senado Federal. Graduado e mestre em economia pela UnB. Doutor em economia pela USP. Desde 1989 trabalha no governo federal, já tendo atuado na Secretaria do Tesouro Nacional e no Banco Central. De 2016 a 2018 foi Chefe da Assessoria Especial do Ministro da Fazenda.

Pedro Malan

Professor do Departamento de Economia da PUC-Rio. Foi Ministro da Fazenda, Presidente do Banco Central e Negociador-chefe para a Dívida Externa. Foi Diretor Executivo do Banco Mundial, do BID, do Centro de Empresas Transnacionais da ONU, e do DIESA da ONU. Engenheiro pela PUC-Rio e Ph.D. em Economia pela Universidade da Califórnia/Berkeley.

Ricardo Paes de Barros

Economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor no INSPER. Graduado em engenharia eletrônica pelo ITA, com mestrado em estatística pelo IMPA e doutorado em economia pela Universidade de Chicago. Integrou o IPEA por mais de 30 anos e foi subsecretário da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

Rogério Werneck

Professor titular e chefe do departamento de economia da PUC-Rio. Escreve regulamente para O Globo e o Estado de São Paulo. Foi professor da Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV-Rio. Bacharel em economia pela Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG e Ph.D. em economia pela Universidade de Harvard.

Sandra Rios

Diretora do Centro de Estudos de Integração Internacional (CINDES). Consultora em projetos do Banco Mundial, BID e de outras instituições internacionais. Foi pesquisadora do IPEA e coordenadora do Departamento de Comércio e Exterior da CNI. É mestre em Economia pela PUC-Rio, de cujo Departamento de Economia é professora licenciada.

Sheila Najberg

Professora de Economia da PUC-Rio e pesquisadora associada do IEPE/Casa das Garças. Engenheira Elétrica e M.A. em Economia pela PUC-Rio. Ph.D. em Economia pela Universidade da Califórnia em San Diego. Trabalhou no BNDES e participou da criação e gestão do Instituto Dynamo voltado para projetos sociais em educação no Rio de Janeiro.

Perguntas e Respostas

É um programa intensivo, de duração de uma semana, com atividades de tempo integral e, em alguns dias, noturnas, voltado para a discussão de temas de Políticas Públicas brasileiras sob uma perspectiva de comparação internacional e uso de evidências. Na parte da manhã haverá exposições de renomados economistas e formuladores de políticas sobre questões críticas para o crescimento e a inclusão social no Brasil. Na parte da tarde, haverá sessões de monitoria, leitura e trabalhos em grupo. Em duas noites haverá painéis especiais sobre o processo de formulação de políticas com ex e atuais formuladores.
É um programa que vai além da recepção do conhecimento. É estruturado de modo a estimular a discussão, o pensamento crítico baseado em teorias e evidências, a interação, a comunicação oral e escrita e o trabalho em grupo. As exposições estão estruturadas de modo a tratar de temas e problemas relevantes de Políticas Públicas. As exposições priorizam a apresentação de dados para responder a um problema identificado. A ideia é que os problemas sejam iluminados por estatísticas, pesquisas de campo e experimentos sob controle e que, ao mesmo tempo, sejam apresentados os conceitos e teorias relevantes. O(a) estudante estará imerso(a) em um ambiente intelectual estimulador durante as exposições e fora delas. O ambiente físico e acolhedor da Casa das Garças favorece uma interação intensa dos estudantes entre si e com os professores da Imersão.
O Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças (IEPE/CdG) deseja que o participante tire o melhor proveito do Programa e que o transforme em uma experiencia memorável para a sua formação. Os participantes selecionados receberão, no período anterior à realização do Programa, listas de leituras e instruções sobre elaboração de ensaios, apresentações e comunicação.
O IEPE/CdG, instituição organizadora do Programa, foi constituído em 30 de outubro de 2003, como uma associação civil de direito privado sem fins econômicos, à qual é vedado participar de quaisquer atividades de caráter político-partidário ou religioso. Seu objeto é promover estudos, pesquisas, seminários, debates, cursos e publicações, visando a discutir a realidade socioeconômica do País.
O IEPE está localizado na Casa das Garças, na Avenida Padre Leonel Franca 135, Gávea, Rio de Janeiro. Está na fronteira entre a Gávea e o Leblon. Ocupa um total de seis salas, além de espaço amplo para reuniões informais de seus grupos de estudo. Dispõe de um auditório para cerca de 60 pessoas, onde são realizados os seminários do Instituto. As atividades do IEPE/CdG são financiadas a partir de contribuições das pessoas físicas a ele associadas, e de convênios com pessoas jurídicas para a realização de projetos específicos.
O IEPE/Casa das Garças conta com professores, ex-professores e profissionais com ativa participação no processo de formulação e discussão de políticas públicas no Brasil. Dentre os que participam das atividades do IEPE podem citar-se Arminio Fraga, Edmar Bacha, Elena Landau, Gustavo Franco, Maína Campos, Pedro Malan, Sandra Rios. Esses profissionais deverão participar do programa junto com outros professores e especialistas. A coordenação do programa estará a cargo de José Augusto Coelho Fernandes e Sheila Najberg, pesquisadores associados do IEPE.
Essa será a primeira turma do Programa O IEPE/Casa das Garças se inspirou em programas semelhantes de universidades americanas, como o summer boot camp em políticas públicas do Instituto Hoover da Universidade de Stanford, e em grupos de estudos que desenvolve para alunos(as) de graduação de escolas de economia do Rio de Janeiro.
Alunos(as) de graduação em economia que estejam no quinto período, no primeiro semestre de 2020, ou que estejam cursando períodos subsequentes. É voltado para todas as escolas de economia do país, aceitando-se também alunos(as) de universidades estrangeiras. A língua do curso é o português, mas haverá bibliografia em inglês, sendo o domínio de leitura nessa língua importante para o bom aproveitamento.
O número de participantes está limitado, pelas restrições físicas do ambiente, e será de até 40 estudantes. O processo de seleção será feito em função do currículo escolar, de uma carta de apresentação de professor(a) do(a) candidato(a), e de breve ensaio sobre a motivação do(a) aluno(a) para fazer o programa. A seleção buscará formar um grupo de alto desempenho das mais diversas regiões do País. Na fase final será solicitado um vídeo curto em que o(a) candidato(a) demonstre o interesse, comente sobre aspectos da sua experiência estudantil, profissional e de vida e como imagina que o curso possa contribuir para sua formação.
Os(as) candidatos(as) devem preencher o formulário de inscrição e enviar as demais informações constantes do site do IEPE/Casa das Garças (www.iepecdg.com.br) até 31 de março de 2020. Os resultados serão divulgados em 30 de abril de 2020. Candidatos(as) aceitos no programa terão até 15 de maio de 2020 para confirmar sua participação.
A participação no Programa é gratuita. O(a) participante é responsável pelas despesas de transporte, hospedagem e alimentação. O programa oferece, sem custos, almoços e lanches nos intervalos dos eventos. Haverá bolsas para cobrir os custos de transporte (aéreo ou terrestre dependendo da origem) e hospedagem (compartilhada em hostel) para alunos(as) de baixa renda.
O processo de seleção adotará duas situações principais para a definição do apoio: i) aluno(a) bolsista filantrópico/Prouni cursando o ensino superior em instituição privada ou ii) aluno(a) de instituição pública de ensino superior que cursou ensino médio em escolas públicas ou como bolsista em escola privada. Casos excepcionais, que não se enquadrem nessas situações, poderão ser examinados.
Sim. O recebimento do certificado é condicionado à participação nas atividades, leitura prévia dos textos e grau de engajamento. Há a opção do envio de um ensaio em até 15 dias após a conclusão do Programa sobre um tema de política pública. Os melhores ensaios serão publicados no site do IEPE/Casa das Garças.
Consiste na elaboração de um texto de não mais do que 15000 caracteres com espaço, sobre um tema de política pública discutido no Programa. O participante deve demonstrar entendimento sobre a natureza do problema escolhido, apresentar evidências que suportem a sua tese e a agenda de soluções propostas, quando for o caso. Durante o curso, os participantes receberão uma orientação mais detalhada sobre o que se espera do ensaio.
É recomendável, mas não é uma condição necessária. Muitos dos textos estarão disponíveis para acesso on line e haverá apresentações em grupo. A Casa das Garças não dispõe de computadores para os participantes, nem atividades de impressão.
O curso se realiza em um ambiente profissional informal, traje esporte para trabalho, e espera-se que os participantes a ele se adequem. O mês de julho, no Rio de Janeiro, pode requerer agasalhos; a temperatura, em alguns momentos e regiões, pode cair abaixo dos 20 graus.
Em caso de dúvidas, comunique-se pelo e-mail imersao@iepecdg.com.br. O IEPE/Casa das Garças tem apoio administrativo reduzido e solicitamos uma certa paciência para o retorno.

Clique no botão abaixo e faça sua inscrição

Inscreva-se